Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Despertar Cedo

Este blog mostra-te as melhores dicas sobre o dia-a-dia social e financeiro. Tudo para que nunca chegues atrasado!

Despertar Cedo

Este blog mostra-te as melhores dicas sobre o dia-a-dia social e financeiro. Tudo para que nunca chegues atrasado!

29.Mar.19

Violência doméstica #NãoFiqueÀEspera

Quem usa regularmente o Youtube já terá visto a nova campanha que a Meo lançou em conjunto com a APAV. Na voz de duas sobreviventes de violência doméstica, o pedido é claro: não fique à espera.

 

 

“Nunca mais vai acontecer”, “nunca fiz isto a ninguém”. Todos dizem isto, mas é sempre mentira. Não fique à espera que ele mude, porque isso não vai acontecer. À primeira agressão, procure uma maneira de sair dessa situação.

 

Conhece alguém que é vítima de violência doméstica? Ouve agressões em casa dos seus vizinhos, viu alguém a ser violento na rua, tem uma amiga ou familiar que sofre agressões? Lembre-se que a violência doméstica é um crime público.

 

 

Entre marido e mulher mete-se a colher, sim. Olhar para o lado faz-nos cúmplices. Não denunciar faz-nos cúmplices. Qualquer pessoa pode denunciar um crime de violência doméstica por se tratar de um crime público e a polícia tem de agir.

 

Se não for por si, faça-o pelos seus filhos. A violência doméstica deixa mazelas nos filhos, que são testemunhos da violência entre os pais. Não só da violência física, mas também da violência psicológica que costuma estar associada.

 

Basta ler este testemunho sobre a experiência de uma filha que viveu a violência doméstica de perto. Viver com o medo, viver com a violência, fugir e estar sempre a olhar por cima do ombro. Busque forças nos seus filhos e liberte-se dessa situação. Denuncie.

 

Nada justifica a violência doméstica. Nenhum “mau” comportamento, nenhuma “falha”, nenhuma “dificuldade”, nenhum “problema”, nenhuma citação “bíblica”. O respeito entre o casal deve sobrepôr-se sempre.

 

Se é homem e sofre violência doméstica, não deixe que o orgulho fale mais alto. Há homens que são vítimas de violência doméstica. Mas não deixam de ser vítimas que merecem o nosso apoio. A justiça está do vosso lado.

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.