Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Despertar Cedo

Este blog mostra-te as melhores dicas sobre o dia-a-dia social e financeiro. Tudo para que nunca chegues atrasado!

Despertar Cedo

Este blog mostra-te as melhores dicas sobre o dia-a-dia social e financeiro. Tudo para que nunca chegues atrasado!

16.Out.18

Música para espantar os males

Não há nenhum mal que a música não cure. A música é uma das poucas coisas universais, capaz de nos emocionar ou alegrar mesmo numa língua que não conhecemos. Não é por acaso que até as sondas espaciais que procuram vida noutras zonas da galáxia levam músicas. É uma das maiores façanhas da nossa espécie - embora não sejamos a única a desfrutar de música porque, de acordo com alguns estudos, vários primatas reagem à música dos Beatles. Curioso, não é?

 

 

Quando estamos tristes, ouvir música pode ser uma forma de levantar a moral. Ou não. Às vezes, quando estamos tão mal que é impossível pensar no som de uma gargalhada, também é a música a única coisa capaz de nos acompanhar. Em toda a minha vida só conheci meia-dúzia de pessoas que não ouvem música, e nunca consegui perceber como é que vivem. Como é que será a vida no silêncio, sem ritmo?

 

Por outro lado, muito mais do que meia-dúzia dos meus amigos ou conhecidos só ouvem música em inglês. Ou, melhor dizendo: só meia-dúzia ouvem música em Português. Parece que “não há nenhuma banda que goste” e que “em Português soa pior” são desculpas válidas para se abstrair do país em que vivem. Mentira: em Portugal há grandes músicos, e só não há mais por falta de apoios e interesse em desenvolver determinados estilos.

 

Portugal tinha, por exemplo, uma cena metal relativamente desenvolvida para o tamanho que temos. Mas temos poucos apoios; apenas um ou dois festivais e poucos bares ou salas onde tocar. Não é tão rentável para os donos como ter um bar de copos. Quantos menos há, menos bandas se formam. Menos output vai existir. É um ciclo vicioso, como se costuma dizer.

 

Mas para provar que a música em Portugal ainda tem vida, sigam o blog da Cátia. Estudante (mestranda) de Jornalismo e Comunicação, fala, divulga e entrevista dezenas de bandas e artistas portugueses para o seu cantinho da web. Algumas são pouco conhecidas, é certo. Mas já pensaram bem no que seria da música sem o mundo indie?