Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Despertar Cedo

Este blog mostra-te as melhores dicas sobre o dia-a-dia social e financeiro. Tudo para que nunca chegues atrasado!

Despertar Cedo

Este blog mostra-te as melhores dicas sobre o dia-a-dia social e financeiro. Tudo para que nunca chegues atrasado!

09.Fev.19

Já levaram os vossos filhos ao oftalmologista este ano?

Estava a ler o post da Sara em parceria com a Alain Afflelou sobre a Campanha a Favor da Saúde Visual e não pude deixar de me perguntar: já levaram os vossos filhos ao oftalmologista?

 

 

Antes de começar a escola, os nossos filhos não nos conseguem dizer se “vêem mal para o quadro” ou se não conseguem ler uma determinada placa. Por não se conseguirem queixar, nem sequer pensamos que podem estar a ver mal. É por isso que é tão importante levar os nossos filhos a consultas de rastreio e participar nos rastreios públicos que às vezes se fazem nas escolas primárias e nos centros de saúde. Mas, acima de tudo, devemos estar atentos aos sinais.

 

Mesmo nas crianças que não conseguem ler, há sempre forma de ir notando alguns problemas de visão. Se os seus filhos têm de aproximar muito a cara daquilo que querem ver, se esbugalham os olhos ao olhar para a televisão ou para os ecrãs, é provável que tenham algum problema de visão. Podem estar a ver as imagens desfocadas devido a astigmatismo, por exemplo, ou a não ver bem de todo, se forem míopes.

 

Outro sintoma da má visão nota-se até nos bebés, que é não responder a estímulos visuais. Tal como um bebé que ouve mal não vira a cabeça para o lado do ruído, um bebé que vê mal pode parecer estar sempre à procura de algo ou olhar para o lado errado. Noutros problemas, como o estrabismo, são ainda mais fáceis de notar. É importante estar atento, detectar precocemente e procurar ajuda médica.

 

Mas nada é tão conclusivo como um exame oftalmológico, claro. Daí os rastreios oftalmológicos, que podem ser feitos com imagens mesmo antes das crianças reconhecerem as letras, serem tão importantes. Bastam alguns exames simples, feitos por um optometrista, para detectar problemas incipientes. Por isso, levem os vossos filhos ao oftalmologista cedo - é a melhor forma de nunca “forçarem” a vista e começarem a escola com o pé direito.



Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.