Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Despertar Cedo

Este blog mostra-te as melhores dicas sobre o dia-a-dia social e financeiro. Tudo para que nunca chegues atrasado!

Despertar Cedo

Este blog mostra-te as melhores dicas sobre o dia-a-dia social e financeiro. Tudo para que nunca chegues atrasado!

30.Mar.20

Evitar stressar durante a declaração de impostos

money-bills-currency-euros-45708.jpg

A época de declaração de impostos de 2020 está a começar e… ainda não sabemos verdadeiramente o que esperar. Nos tempos que correm, temos de viver um dia de cada vez. Mas como já diz a expressão, nada é tão certo como a morte e os impostos. Podem ser adiados, mas irão acontecer. Para evitar entrar em parafuso com o IRS, há duas coisas que tem obrigatoriamente de fazer:

Repita comigo: organização!

O fundamental é ser organizado. Guarde todas as facturas de saúde, educação, cabeleireiro, oficinas, veterinário, lares, imóveis, restauração e outras gerais. Depois, confirme que todas as despesas aparecem no seu e-facturas. As que não aparecem, devem ser inseridas por si para usufruir das deduções ao máximo possível.

  • Pode descontar 30% das despesas de educação até a um máximo de 800 euros, por agregado familiar. Para ter uma ideia, deve fazer 2667 em despesas para atingir este limite. Este limite de 800 euros sobe para 1000 se tiver despesas com rendas de um filho a estudar fora.
  • Deduza 15% em todas as despesas de saúde (por exemplo, consultas, cirurgias, internamentos, tratamentos, medicamentos, próteses, aparelhos ortodônticos, óculos e seguros de saúde) até a um máximo de 1000 euros.
  • Deduza 15% nas despesas com empréstimos à habitação até a um limite de 296 euros. Também pode deduzir as despesas mais comuns com imóveis: rendas, condomínios, obras, etc.
  • Nas outras modalidades de dedução, a percentagem de dedução também se situa nos 15%, mas face ao IVA pago.

Confiança no contabilista

Se tem mais com que se preocupar, ou simplesmente quer delegar o IRS a alguém mais competente no assunto, confie a sua declaração de impostos a um contabilista. No entanto, “confiança” é mesmo a palavra de ordem aqui. Primeiro, tem de ter confiança de que é um contabilista realmente competente, que se mantém informado sobre todas as alterações (são anuais...) e é também ele organizado. Segundo, tem de lhe garantir sigilo sobre os seus assuntos privados familiares.

 

Por isso, se acha que consegue atribuir estas duas características (competência e sigilo) ao seu contabilista, não precisa de procurar mais. No entanto, se estiver na dúvida, procure um contabilista remoto hoje mesmo. Já falta pouco tempo!